terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Podridão e preço da batata podre

Epá, o secretário de Estado do Trabalho e da Segurança Social, um tipo cujo nome não sei nem desejo saber, mas que ouvi na TSF a dizer barbaridades sobre a forma como os pensionistas devem receber os retroactivos de reforma em suaves prestações que não chegam a um euro, pois coitadinhos, dizia o distinto justificando a decisão política, com tal maquia (nove, dez euros...) nos bolsos logo, logo desbaratariam o dinheiro... Digam lá, o figurão donde é que vem? quem é que o pôs no poleiro? quem é que o tira de lá? rapidamente! sem olhar a retroactividades! quando muito com um pontapé no rectoactivo! Cada vez mais brilhante este PS! E já agora, agora que se confirma que Sócrates vai faltar ao eleitoralmente prometido em relação ao referendo ao Tratado de Lisboa, quem pergunta ao senhor engenheiro, olhos nos olhos, quanto vale a sua palavra?

1 comentário:

a.filoxera disse...

Pois! Continuem a votar neles...!