quinta-feira, 6 de março de 2008

O Problema dos Domingos

«A Fernanda veio passar comigo a entrada no ano 2000. Via-a viva pela última vez no dia 3 de Janeiro. Um beijo morno de despedida: "Não te esqueças de cortar as unhas à cadela e de dar o 'program' aos gatos. Ah, e também não te esqueças de me ir esperar a Santa Apolónia no domingo, à hora do costume...»

«Fernanda», de Ernesto Sampaio, Fenda

2 comentários:

Mezik disse...

See Here or Here

sotaosdaalma.blogspot.com disse...

O Vítor ligou-me no dia 5 de Janeiro para tomar um café, queria dar-me uma prenda, por ser o dia em que os Reis Magos chegam à casa dos espanhóis. Foi, como sempre, divertido, curioso e impaciente para ir embora e fazer mais alguma "coisa". Pediu-me: "esta carta é para ler só amanhã" e entregou-me um dos seus quadros feitos a tinta-da-china. Um beijo amigo e foi-se embora. Trinta minutos depois atirou-se da ponte do Infante no Porto. Na Carta um pedido: “…toma conta do meu irmão e da minha mãe…”. O pai tinha-se suicidado três meses antes.

A realidade da vida supera qualquer fonte de imaginação